Ana Cristina Cesar


Ana Cristina Cesar(1952-1983), mais conhecida como Ana C., foi uma escritora e tradutora brasileira da poesia marginal de 1970, conhecida também como geração mimeógrafo, pois xs escritorxs imprimiam e faziam circular seus textos à margem do sistema editorial.
A geração 70 fez uso do tom coloquial, aproximando poesia e prosa e se utilizando de recursos da colagem, ligação aleatória entre versos, idéias, imagens, provocando
sensação da falta de sentido.

Tenho uma folha branca e

limpa à minha espera:

mudo convite.

tenho uma cama branca

e limpa à minha espera:

mudo convite.

tenho uma vida branca

e limpa à minha espera:

Ana Cristina Cesar

Uma consideração sobre “Ana Cristina Cesar”

  1. me lembro desse poema numa antologia de poetas marginais que eu li em 2007…. havia coisas da ana, do leminski, do francisco alvim, do chacal e do cacaso…. me traz memórias de uma época de transmutação….. linda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s