Violência sexual

Artemísia Gentileschi (1653-1653), pintora barroca italiana, foi estuprada aos 18 anos de idade por seu professor de perpectiva Agostino Tassi. O pai de Artemísia, o também pintor Orazio Gentileschi levou o caso pra julgamento e adivinha o que aconteceu durante o comentadíssimo julgamento? Ela (isso mesmo, ELA) foi torturada durante interrogatório e acusada ser uma prostituta (ou seja, se ela trabalhasse como prostituta o estrupro não contava como agressão…). O agressor foi acusado, mas depois absolvido. Mesmo depois de acabado todo esse processo, as pessoas que sabiam do julgamento trataram de infernizar a vida de Artemísia por muito tempo, considerando-a puta.

Essa história é bem antiga e de outro lugar e, no entanto, a semelhança com o que acontece hoje é perturbadora. Mulheres são acusadas o tempo todo de terem de certa forma “provocado” a agressão sexual que sofreram e pelos órgãos e instituições que deveriam protegê-las. Não é por qualquer coisa que milhares de pessoas por todo o mundo estão se organizando para se manifestar contra a violencia sexual dirigida às mulheres e essa mentalidade de que a responsabilidade sobre o ocorrido seja da vítima e não do agressor. Além disso, o fato de uma mulher sair com muitos homens, se vestir de forma sexy ou trabalhar como prostituta não significa que os homens tenham direito sobre seu corpo. Melhor dizendo, nada justifica a agressão.

A pintura acima, “Susana e os Velhos” (1610), de Artemísia, mostra uma jovem se esquivando de dois homens mais velhos. Um deles parecia sussurar no seu ouvido alguns momentos antes… A tensão da moça e o olhar dos homens sugere um desfecho cruel, afinal eles continam se projetando em direção à garota e nem parecem notar sua expressão de incômodo. entretanto, por mais que não ocorra um estupro, a violência já está ali: na intenção dos homens, na forma como a estão tratando, no sussuro… assim como abordagens na rua frequentemente são violentas.

Por essas e outras, nós do vvv estaremos também na manifestação que vai ocorrer hoje (18/06) com o nome de Marcha da vadias, em Brasília, protestando contra essa mentalidade medieval. A concentração será na frente do conjunto nacional, as 12h. Compareça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s