Débora Passos

Débora Passos (PI) reside e trabalha em Brasília (DF).
Em Ginófitas (2019-2020) ela nos apresenta pinturas em aquarela e desenhos em nanquim em que utiliza formas orgânicas e uma paleta composta por tons terrosos, verdes e vermelhos, explorando as formas de plantas e algumas formas também da fisiologia humana.

A série de Passos lembra as aquarelas de ilustração botânica pelo fundo branco e o destaque a um determinado organismo representado. Porém, o interesse de Passos não é dissecar essas forma – humanas, vegetais – mas sim de aproximar essas fisiologias entre si, de maneira a tornarem-se interpermeáveis.

O nome da série nos lembra o gineceu, órgão reprodutor de uma flor, juntamente com o restante do nome remetendo à taxonomia botânica. Assim, a artista cria organismos que nos relembram as parecenças entre as coisas que compõem o que designamos comumente como natureza.

Ana Carolina Lima.