Dendê: partilha pedagógica e poética diaspórica em processo

instantaneo-6-29-10-2014-11-48

Queridas,

deixo aqui o link para acessar e fazer download da minha monografia em Artes Visuais. O trabalho é sobre minha pesquisa poética, que se dá a partir da relação entre corpo negro e memória diaspórica, e as possibilidades pedagógicas que ela traz. São abordadas questões como memória, candomblé, cartografia como metodologia e estratégias de artistas negrxs na recontação de nossas histórias.

Nina Ferreira.

Pílula: Criola

Docs – CRIOLA from Limonada on Vimeo.
Grafiteira Criola, ou Tainá Lima, de Belo Horizonte, sobre seu trabalho, o Grafite e a representatividade das mulheres negras.

Acredito que o grafite, por ser marginal, é uma arma poderosa para impor essa representatividade. A figura da mulher negra é forte no meu trabalho porque é fruto do que eu vivo– Criola

https://vimeo.com/167804566
https://www.facebook.com/criolagraff?fref=ts
http://criolabr.tumblr.com/
http://revistatrip.uol.com.br/tpm/conheca-a-grafiteira-criola

Pílula: Eunice Nazário

Eunice Nazário é uma artista brasileira, nascida em Minas Gerais em 1942, que vive e trabalha em Volta Redonda, RJ. Suas esculturas, pinturas, objetos e instalações estão sempre ligados a questões sociais que a preocupam, com principal foco nas questões raciais e etnicas. Sua atuação em tais questões não se dá apenas pela produção artística, mas também pela atuação em seminários, palestras, encontros e producão de textos abordando as questões citadas.

Ontem, 25 de julho, foi comemorado o dia da Mulher Negra, Latinoamericana e Caribenha. Apresentamos, portanto, o trabalho de Eunice Nazário, em homenagem a todas as mulheres que ocupam ou transitam por essas identidades, além da própria artista. Que tenhamos todas voz e liberdade!

fonte: http://www.eunicenazario.com